Header Ads

test

Policiais militares do Ceará decidem pelo fim do motim

Agentes que estavam no 18º Batalhão da Polícia Militar votaram sobre o fim da paralisação que durou 13 dias.

Chegou ao fim o motim dos policiais militares no Ceará. O grupo fez uma votação neste domingo, 1º de março, e decidiram colocar um ponto final na paralisação no 18º Batalhão da PM, em Fortaleza, que já durava 13 dias. Os policiais aceitaram a proposta feita pela comissão especial formada pela Assembleia Legislativa, Ministério Público, Tribunal de Justiça e a OAB do Estado. A anistia para os envolvidos na greve, principal ponto pedido pelos militares, não faz parte do acordo.


A proposta garante que os policiais terão apoio a um processo legal sem perseguição, com amplo direito a defesa e contraditório e o apoio de instituições como a OAB, a Defensoria Pública e o Exército. O governo também não poderá transferir policiais para o interior nos próximos dois meses. Também há um acordo para revisão dos salários do grupo.


Até a última até terça-feira 25, cerca de 200 pessoas foram assassinadas desde que o motim foi iniciado. A Secretaria de Segurança Pública deixou de divulgar os números por causa da repercussão negativa. Entre os manifestantes, já são 230 militares que respondem processos administrativos e estão afastados dos cargos por 120 dias.


O acordo entre o grupo do governo e os líderes do motim prevê que os policiais militares retomem seus postos já nesta segunda-feira 2. Fonte: Veja.

Nenhum comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Rede Boquira News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. A Rede poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. A responsabilidade é do autor da mensagem.