Header Ads

test

Diante do Coronavírus Padre Volta a Trabalhar Como Médico para Atender Doentes

Desde quarta-feira, 18 de março, um sacerdote da Itália voltou a exercer a profissão médica no mesmo hospital em que trabalhou como pneumologista antes de ser ordenado, para ajudar seus colegas a combater a doença do coronavírus.

Trata-se de Pe. Alberto Debbi, nascido na comuna de Salvaterra (cidade de Casalgrande), em 12 de março de 1976. Ele se formou em medicina e se especializou em doenças respiratórias na Universidade de Modena em 2005; depois, trabalhou no departamento de pneumologia do Hospital de Sassuolo.

Debbi foi ordenado sacerdote em 15 de dezembro de 2018 e atualmente é vigário paroquial da Unità pastorale correggese “Beata Vergine delle Grazie”.

Em 18 de março, Pe. Alberto voltou ao hospital em Sassuolo para prestar seu serviço médico em pneumologia pelo menos até o final de abril, para ajudar aqueles que lutam contra a pandemia de COVID-19.

“Acredito que nesse período difícil e de sofrimento é também uma maneira de se doar e estar disponíveis com tudo o que temos. Era uma parte de mim que ainda estava viva e agora mais do que nunca me empurra a me entregar. Agradeço ao bispo e a don Sergio, que me deram a oportunidade de fazê-lo. Continuarei rezando e celebrando a Missa por todos vocês. Agora, meu altar se converte no leito dos doentes. Um abraço a todos! Coragem!”, disse Pe. Debbi.

O presbítero encerrou sua mensagem pedindo orações pelo papel que ele desempenhará novamente e pela profissão de médico que recomeça.

Até agora, 3.400 pessoas morreram na Itália devido ao coronavírus. Os infectados ultrapassam 41 mil.

Em 19 de março, as dioceses italianas informaram sobre a morte de pelo menos 28 sacerdotes devido a COVID-19, enquanto outros dois morreram por outras razões, elevando o número de sacerdotes mortos para pelo menos 30 nos últimos dias.

Publicado originalmente em ACI Stampa. Traduzido e adaptado por Nathália Queiroz

Nenhum comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Rede Boquira News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. A Rede poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. A responsabilidade é do autor da mensagem.