77 9.9931-7142

Boquira-Bahia-Brasil

Fique Bem Informado com Notícias Atualizadas


Governo não anunciou piso do magistério para 2020. Mas reajuste é de 12,84%!

Fábio Henrique Ibiapina, coordenador-geral de Operacionalização do Fundeb em Brasília, prometeu em reunião dia 27  com técnico da Confederação Nacional dos Municípios (CNM) que anunciaria o reajuste do piso do magistério dia 30, penúltimo dia do ano. Não cumpriu. O prazo final para o anúncio seria hoje, 31. Mas, até à data e horário de publicação desta postagem, divulgação não foi feita no site oficial do MEC ou na mídia do País. O percentual de atualização, no entanto, já está definido: 12,84%. O valor mínimo passa de R$ 2.557,74 para R$ 2.886,15. 


Prefeitos e governadores, contudo, fizeram lobby neste final de ano em Brasília para reduzir o índice para apenas 3,37%, que é a inflação acumulada nos últimos doze meses, segundo o INPC. O presidente Bolsonaro cedeu e por isso deixou o anúncio para a próxima semana? Nos bastidores do MEC se especula que sim. Mas ainda não há definição quanto a isso. Continua, após o anúncio.


Por que o reajuste é 12,84%?
O reajuste é 12,84% porque em 23 de dezembro foi publicada no Diário Oficial da União a Portaria Interministerial 3/2019, assinada pelos ministros Abraham Weintraub, Educação, e Paulo Guedes, Economia. Nela, o valor do custo aluno foi alterado de R$ 3.238,52 para  R$ 3.440,29. Sem a alteração, o percentual de correção seria 6,22%. Com a mudança, passou para os 12,84%. Entenda melhor ao final da matéria


Governo Bolsonaro
Tudo leva a crer que a alteração dessa Portaria Interministerial foi feita sem que os ministros da Educação e Economia soubessem do seu efeito em relação ao piso do magistério. O governo federal vem tomando medidas contra o funcionalismo e não iria autorizar conscientemente reajuste acima da inflação.

Prova disso é a Pec Emergencial — de autoria da equipe econômica do governo — já aprovada em Comissão no Senado. Ela prevê redução de até 25% nas remunerações de quem ganha acima de três salários mínimos na União, estados e municípios. 


O impasse quanto ao reajuste do piso foi gerado. O representante do Fundeb garantiu, conforme matéria no site da CNM, que o governo divulgaria ontem (30) o valor da correção e não divulgou. Pela regra, hoje é o último dia para fazê-lo. Fonte: RB NEWS | Redação Blog do Povo.

Gostou do nosso conteúdo? Então curta a nossa página no Facebook comente e compartilhe em suas redes sociais para que outras pessoas também leiam e conheçam o nosso trabalho. Curta a nossa página abaixo e compartilhe em suas redes sociais para que outras pessoas também leiam e conheçam o nosso trabalho. Obrigado!

Nenhum comentário:
Write Comments

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Rede Boquira News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. A Rede poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. A responsabilidade é do autor da mensagem.

Inscreva em Nosso Canal no Youtube. Clique no link - https://bit.ly/2OEJ9lD
Inscreva-se na nossa Newsletter